Câmara aprova três projetos, entre eles, a Reforma Administrativa da Prefeitura


10ª Sessão Ordinária Três projetos foram aprovados na 10ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Jahu, entre eles o Projeto de Lei Complementar do Poder Executivo, que trata da Reforma Administrativa da Prefeitura de Jahu. A reforma administrativa entrou na Câmara em regime de urgência e foi aprovada em discussão única, com 13 votos favoráveis e 4 contrários. Votaram contra os vereadores Carlos Lampião Magon (PV), Paulo Cesar Gambarini (PSDB), Ronaldo Formigão (DEM) e Tito Coló Neto (PSDB), pelo fato de o projeto vir, segundo eles “de afogadilho”.

Os outros 13 vereadores, favoráveis ao projeto, destacaram que a Reforma Administrativa é um marco histórico para Jahu e que foi realizada graças à coragem e visão de gestor do prefeito Rafael Agostini (PT). Além da reforma administrativa, que extinguiu 100 cargos comissionados e quatro secretarias, os vereadores de Jahu aprovaram, ainda, outros dois projetos. Em segunda votação foi aprovado o Projeto de Lei do Legislativo, iniciativa do vereador Wagner Brasil de Barros (DEM), que considera de utilidade pública o Centro de Formação Educacional Nossa Senhora Medianeira. E em votação única, foi também aprovado o Projeto de Decreto Legislativo, iniciativa do vereador Ronaldo Formigão e Outros, para conceder Título de Cidadão Jauense a Osni Claudio da Silva.

No Expediente, 58 documentos foram apreciados: 24 requerimentos, 22 indicações, seis moções e seis projetos objetos de deliberação. Entre os requerimentos, vereadores Paulo Cesar Gambarini (PSDB) e João Carlos de Toledo (PT) questionaram o prefeito Agostini acerca da interrupção no fornecimento de medicamentos de alto custo em Jahu. Também por meio de requerimento, autoridades ligadas à Receita Federal e à empresa Bernardo Vidal serão convidados a comparecer ao Plenário da Câmara para prestar esclarecimentos quanto à recém-descoberta de dívida de mais 44 milhões de reais da Prefeitura de Jahu junto ao INSS. A 10ª Sessão Ordinária da Câmara de Jahu teve três horas e 30 minutos de duração.